Foi multado por um radar? Como saber.

Num momento ou outro, já todos ultrapassamos os limites de velocidade, e sempre que o fazemos, fica no ar a dúvida “será que fui multado por um radar?“. Neste artigo explicamos como satisfazer a sua dúvida, e caso tenha sido apanhado pelas câmaras, como deve proceder.

É verdade que os limites de velocidade existem para nossa segurança, porque o excesso de velocidade é a principal causa dos acidentes rodoviários.

Apesar disto, e mesmo que sensibilizados para esta situação, acabamos por cometer diversas infracções. E, com isto, vem a angústia de nos sentirmos culpados e, principalmente, com medo de sermos apanhados.

Posto isto, e para nos sentirmos mais descansados, o ideal será tentar saber, o mais rapidamente possível, se a nossa infracção foi registada por um radar.

Para saber quais os limites de velocidade definidos por lei em Portugal, deve consultar a tabela com os Limites Gerais Máximos de Velocidade Instantânea disponibilizada pela Associação Nacional de Segurança Rodoviária.

E se estradas mais seguras não forem o suficiente para o sensibilizar para uma condução dentro dos limites de velocidade permitidos, lembre-se que as multas podem ir dos 60€ aos 2500€.


Como saber através da ANSR?

Se acha que pode ter cometido uma infracção, o melhor será começar por consultar o Portal das Contraordenações Rodoviárias.

Este portal, criado pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, permite ao condutor aceder a todo o seu histórico e a toda a informação sobre os seus processos de contraordenação em curso e consultar o seu registo de infracções rodoviárias, incluindo o número de pontos que tem.

Mas, atenção! O Portal não contém informação referente a todos os tipos de multas.

As infracções leves, como, por exemplo, multas por estacionamento, não podem ser visualizadas neste Portal.

No entanto, uma das grandes vantagens do Portal das Contraordenações é a possibilidade de contestação das multas e realização de determinadas intervenções nos processos, como, por exemplo, apresentação de testemunhas.

Formas de aceder ao Portal das Contraordenações Rodoviárias

Poderá aceder ao Portal das Contraordenações Rodoviárias de 2 formas:

  1. Através do cartão de cidadão : Para isto é necessário ter consigo um leitor de cartões e os necessários certificados instalados no computador. Deve seleccionar a opção “Cartão do Cidadão”. Depois de inserir o pin, terá ainda que preencher um formulário com os seus dados pessoais e digitalizar o seu título de condução em formato pdf.
  2. Seleccionando a opção “Registar” : Deve preencher um formulário com os seus dados pessoais. Deve igualmente digitalizar, em formato pdf, outros documentos como: o título de condução e o documento de identificação, no caso de pessoas singulares, o cartão de contribuinte, no caso de se tratar de pessoa colectiva ou singulares sem cartão do cidadão, e ainda a cédula profissional, caso seja um mandatário.

A grande desvantagem é que o registo não fica activo no momento. Terá que aguardar pela validação do mesmo.

Após validado, irá receber, no endereço de e-mail que indicou no formulário de adesão, uma mensagem com um link para definir a senha de acesso.

A partir desse momento já poderá aceder ao Portal das Contraordenações Rodoviárias.